Como as técnicas meditativas podem ser um diferencial clínico no atendimento nutricional

14/09/2016 09:10

Entre as técnicas meditativas, ao longo dos anos a chamada Mindfulness ou plena atenção se tornou a mais estudada e também uma das mais eficazes como tratamento coadjuvante de sintomas de ansiedade, estresse e depressão maior, diminuindo o quadro de recaída muitas vezes em até 50%. Sabemos que os distúrbios alimentares apresentam fatores comórbidos associados, que muitas vezes dificultam a manutenção de um bom equilíbrio dentro da conduta alimentar.

Assim sendo, o estudo da aplicação das técnicas de Meditação Mindfulness, que se mostrou um importante aliado contra estes comórbidos, passa agora a ser introduzido de forma complementar ao tratamento consagrado com o objetivo de potencializar os ganhos de um tratamento eficaz, reestabelecendo o equilíbrio homeostático, atuando em zonas neuroendócrinas e promovendo o equilíbrio entre sistema nervoso simpático e parassimpático.

A técnica incita o paciente a se auto-observar isento de julgamento ou crítica, afastando-se de sua zona reacional de comportamento, trazida pelo automatismo de anos de uma mente sem equilíbrio e destreinada.

Desta forma, o treino reverso de plena atenção, observando as sensações corporais, por exemplo, que é parte integrante da técnica, bem como seus pensamentos e emoções, torna este paciente capaz de identificar novas possibilidades de decisão e comportamento, que são muitas vezes decisivas no sucesso do tratamento, ao final da conduta.  Assim, quando o profissional aprende a técnica e por meio de coaching treina o seu paciente aumenta exponencialmente as possibilidades de melhores resultados em seu tratamento, além de trazer uma nova zona de conforto de atenção, que é novidade a este paciente que agora passa a ter novas opções de atingir os seus objetivos. Quem se dispuser a aprender as técnicas e utilizá-las em seu consultório, certamente sairá na frente e será um pioneiro em sua área.