Atenção com uma atitude consciente atenua reações apetitivas subjetivas e ingestão de alimentos após a exposição alimentar

10/09/2016 18:13

Attention with a mindful attitude attenuates subjective appetitive reactions and food intake following food-cue exposure


Naomi Fisher, PhD, Paul Lattimore, PhD, Peter Malinowski, PhD

Introdução: 


Segundo o Departamento de Saúde Americano 1 a cada 4 pessoas no mundo estão obesas com propensão para aumento em 2050 onde 9 a cada 10 pessoas estarão obesas.  Diariamente são tomadas mais de 200 decisões alimentares que podem ser mediadas por prazer ou processos de recompensa mediante a alimentos extremamente palatáveis e calóricos.

O consumo alimentar na ausência de sinais e sintomas e ainda o déficit energético é mediado pela fome hedônica e ainda a propriedades alimentares hedônicas como cheiro e a visão.  O comportamento hedônico e o alimentar-se por prazer, é frequentemente associado com uma susceptibilidade elevada à exposição alimentar, apresentando uma barreira ao controle de peso e à mudança comportamental.  As características individuais de cada um como as necessidades emocionais e ainda o ambiente alimentar, exercem influencias que os indivíduos não tem consciência.

Fenômenos somáticos ou ainda psicológicos podem atuar como gatilhos que ativam sistemas de recompensa comportamentais, incluindo o ato de comer. O papel dos comportamentos tendenciosos e automáticos e ainda a fome hedônica são obstáculos na reeducação alimentar sendo necessários propostas alternativas e complementares, como o Mindfulness para atuar nestes sistemas associados com excessos alimentares
Mindfulness é descrito por Jonh Kabat Zin como atenção momento a momentona sua experiência de forma curiosa e sem julgamento. Quando comparado ao estado normal, um estado consciente (mindful) se dá com a consciência e atenção aberta e receptiva ao momento presente.
   As técnicas de mindfulness tem demonstrado uma redução em comportamentos  inconscientes e ainda foi eficaz em promover distinção entre fome emocional e fome fisiológica e ainda reduziu a fome hedônica e desejo alimentar associado a comportamentos automatizados.

Aumentar a consciência a sinais internos e externos pode servir como uma des automatização, promovendo uma auto regulação e ainda tornando possível o controle de peso.Em experimentos onde envolviam técnicas de mindfulness  que aumentaram a atenção e atitudes mindful ( sem reatividade e julgamento) influenciaram tanto os resultados comportamentais quanto psicológicos.  Especialmente a habilidade de observar de forma consciente(mindful) pensamentos e emoções, demonstrou reduzir o desejo por chocolate e comidas excessivamente palatáveis. No dia dia, o uso de curtos exercícios de meditação mindfulness  alterou o nível de fome dos participantes reduzindo a vontade para alimentos não saudáveis.

O objetivo deste estudo foi portanto testar a atenção (mindful) no comportamento alimentar. 
A  atenção induzida (mindful atention induction, MAI) foi desenvolvida para este programa baseado na atenção plena à respiração, no intuito de induzir um estado de consciência ao momento presente sem reatividade e julgamento.    



Discussão e Resultados  


Neste estudo participaram 41 mulheres com IMC  em média de 25 kg/m² e que foram randomizados em dois grupos diferentes, grupo atenção ( controle) ou  grupo atenção induzida (MAI) e em seguida foram submetidos a exposição alimentar.  O grupo MAI foi orientado a ter uma atitude descentralizada e não reativa ao fenômeno enquanto que o grupo controle foi orientado a olhar o alimento e suas propriedades, sem a orientação mindful.  
Após o consumo alimentar, o grupo MAI obteve uma redução da fome, da sensação de saciedade, diminuiu o desejo alimentar, obteve uma sensação de satisfação elevada e ainda um menor consumo alimentar em comparação ao grupo controle.

Traduzido por João Motarelli, nutricionista docente do curso Mindfulness para Nutrição